A flor de tiaré e o poder do óleo de monoï

A flor de tiaré e o poder do óleo de monoï

Com altos poderes de hidratação, o óleo é utilizado no tratamento de cabelos e pele.

  VITISS monoi de tahiti

Os óleos derivados da natureza, com poderes incríveis de hidratação, fazem sucesso entre os brasileiros, a exemplo do de argan, que está entre os queridinhos da indústria cosmética. Mas nos últimos tempos é o óleo de monoï que tem se destacado, principalmente, entre os produtos voltados para os cabelos. Derivado da maceração das flores de Tiaré no óleo de coco em temperatura branda, o monoï é muito utilizado em shampoos, hidratantes para os cabelos e em cremes para o corpo, em particular para as áreas das mãos e dos pés.

A flor Tiaré é muito comum na Polinésia Francesa, que tem como maior ilha o Taiti, que dá origem ao nome da flor. Rico em ácidos graxos, o óleo apresenta capacidades superhidratantes. “Mas vale ressaltar que nos cabelos é preciso limitar o uso a duas ou três vezes por semana, pois justamente em função do forte poder hidratante, pode deixar os cabelos oleosos e acumular resíduos”, explica Gilberto Miranda, representante da Vitiss Cosméticos em Pernambuco e na Paraíba.

Na versão oferecida pela Vitiss, o óleo de monoï aparece com abyssinian, e promove hidratação profunda, progressiva e de longa duração, deixando os cabelos protegidos, fortes, macios e brilhantes. O derivado pode ser encontrado em linhas completas, com shampoo, condicionador, máscara capilar, leave-in, sérum absolut restore e cápsulas de dose única.

Produtos com óleo monoï também são usados em drenagem linfática e na massoterapia. No inverno, quando a pele fica mais ressecada, uma dica é aliar as massagens com hidratação da pele. Não à toa, o monoï é conhecido como o “óleo da beleza”. O uso é extremamente recomendado antes de exposições à praia, sol ou piscina. Além de agir nas camadas capilares externas, a existência do ácido linoleico como princípio ativo tem o objetivo de agir também nas partes internas, fortalecendo os cabelos desde sua membrana celular, diminuindo a quebra e as pontas duplas.

Rapha

Related Posts