Escapulários repaginados protegem e ascendem as produções

Escapulários repaginados protegem e ascendem as produções

Escapulário - Cis

Símbolo religioso desde a Idade Média, o escapulário recentemente virou tendência no mundo na moda, devido a sua versatilidade e facilidade de combinação. Mas nem sempre foi assim. Inicialmente feitos em forma de manto para serem usados sobre a roupa, os escapulários eram usados pelos membros do clero, como garantia de uma vida santa após a morte. Ao longo dos tempos, as imagens dos santos católicos foram sendo adaptadas para que pessoas de fora da Igreja, como camponeses e operários, pudessem usá-las. Assim, elas passaram a ser esculpidas em ouro, aço, prata e outras placas de metal, que posteriormente eram presas por um fino cordão e penduradas no pescoço. Hoje, é fácil encontrar o amuleto sendo usado como acessório por fashionistas de diferentes estilos, mas para a designer de joias Cristiana Lemos, um dos nomes a frente da CiS joias, o simbolismo da peça não foi perdido. “A crença no escapulário é muito forte e muitas pessoas não saem de casa sem ele. A diferenças é que hoje há vários modelos para atender a diferentes públicos”, explica.

Rapha

Related Posts